Utilize o campo abaixo para pesquisar obras por título ou código de identificação:

Selecione uma ou mais características para filtrar a sua pesquisa.

A803 - Ex-libris da Biblioteca Nacional


Assinatura

Inscrições

No canto inferior esquerdo do desenho principal, outra assinatura "E. VISCONTI" seguido do local "RIO" e a data "1903".
No canto superior esquerdo, as iniciais "EV" na lombada do primeiro livro.

Localização Atual Exposições Individuais Exposições Coletivas Publicações Comentários
Ex-libris atualmente em uso na Biblioteca Nacional
Ex-libris atualmente em uso na Biblioteca Nacional

Visconti estabeleceu um vínculo direto com projetos de identidade visual ao criar o emblema [A802] e o ex-libris  da Biblioteca Nacional. Concebidos em 1903, o ex-libris permanece em uso até os dias atuais. Foram apresentados por Visconti dois projetos para o ex-libris. Em ambos o artista se utilizou de alguns dos elementos art nouveau e neoclássicos, estilos então em voga. Nas duas composições, ele recorreu à figura feminina com alguns elementos da representação clássica da deusa Atena/Minerva. No projeto preterido [A855], Visconti apresentou uma versão original para o elmo, símbolo da proteção da mente.
No ex-libris escolhido para representar a Biblioteca Nacional podemos perceber uma mulher mais madura, menos alegórica e mais contemporânea à época do projeto. No entanto, sua postura e posicionamento são bastante semelhantes aos da outra versão. Os dois projetos apresentados compartilham a maioria dos signos escolhidos. Mas no projeto escolhido podemos perceber, em comparação ao projeto preterido, uma diferenciação na imagem do globo terrestre, onde é destacada a sinalização da Antártida.
A BN pratica o ex-libris em três tamanhos, que devem ser adequados às dimensões do livro a ser marcado. Nos Anais da Biblioteca Nacional, v. 28 (1906), encontra-se a informação de que foi “mandado preparar no estrangeiro 170.000 exemplares em três formatos” do ex-libris aprovado. A partir de 1905 eles começaram a ser utilizados pela Biblioteca Nacional.
O ex-libris mantém identidade temática e estilística com o emblema, apresentando também o globo terrestre e, ao fundo, um conjunto de livros. Restrito em moldura retangular, tem composição rigorosa, estruturada por ortogonais fortes acentuadas pela postura rígida do figura feminina de perfil. Na inscrição sobre o globo, Visconti altera o tamanho e formato das letras, soluções experimentais tipográficas que havia utilizado anteriormente em bilhetes postais. (Maria Izabel Branco Ribeiro em “Eliseu Visconti – Coleção Folha Grandes Pintores Brasileiros” – 2013).
É de autoria da professora Ana Virgínia Pinheiro, bibliotecária da Fundação Biblioteca Nacional, a mais completa descrição do ex-libris da Biblioteca, na qual destaca a figura da mulher representada na obra de Visconti:
O ex libris da BN, delineado em 1903, traz a alegoria da Biblioteca como uma Mulher que lê e escreve.
A Mulher-Biblioteca está de perfil, destacada à destra (à esquerda de quem olha), tem cabelos fartos e escuros (Força) presos num coque em forma de íris (símbolo da ligação entre os deuses e os homens), com mechas que escorregam pela testa (Memória), têmporas (Tempo) e nuca (Passado), e um longo pescoço (Equilíbrio). Ela olha para frente (Futuro), segurando delicadamente uma pena de ave (Escrita) com a mão direita, que parece tocar levemente uma pilha com dois livros encadernados e um pequeno documento em forma de rolo, desfraldado sobre eles (referência à evolução dos formatos do livro). Com a mão esquerda, a Mulher-Biblioteca folheia um livro (Leitura), aberto em páginas centrais e apoiado sobre um balcão. Ao fundo, há uma estante organizada com três prateleiras de livros encadernados, com lombadas nervuradas e em diferentes tamanhos; à sinistra, no alto, as armas nacionais em versão simplificada a partir do decreto Nº 4, de 1889 (as armas foram descritas e alteradas em 1968, 1971 e 1992). O frontão do balcão foi deixado vazio para nele ser anotado o número de chamada (localização) do livro a ser marcado. Sob o balcão, além do cortinado da saia da Mulher-Biblioteca, é possível visualizar uma quarta prateleira de livros. Quatro elementos escapam à margem do desenho: as armas da República, o coque da Mulher-Biblioteca, a ponta emplumada da pena, e os dados de identificação (nome do artista, local e data).
A imagem está centralizada pelo globo terrestre, encimado pelo nome da Biblioteca Nacional à época. O globo expõe o mapa da América do Sul, onde o Brasil é destacado por hachura; e tem leve inclinação, evidenciando a Antártida que no desenho tem textura ponteada. Na ocasião, a Antártida era objeto de várias expedições internacionais e o período foi posteriormente designado como “Idade Heroica” (do final do séc. XIX ao início da década de 1920). A mesma textura foi utilizada no mapa das Américas Central e do Norte, o que pode ser também uma referência histórica – talvez, ao tratado firmado naquele ano, embora malsucedido, para a construção do Canal do Panamá.
Tudo foi originalmente impresso em azul escuro, símbolo da escuridão tornada visível. O ex libris da BN, uma marca centenária, é utilizado, ainda hoje, em três tamanhos, que devem ser adequados aos tamanhos dos livros onde serão fixados.
Sem dúvida, um ex libris pode ser muito mais que a mais nobre das marcas de propriedade. Pode oferecer um testemunho cuja interpretação dependerá da capacidade do observador para ler seu discurso simbólico e contextualizá-lo na História, ou, apenas, achá-lo belo.
Essa multiplicidade de qualidades sublineares, encantadoras, extraordinárias, misteriosas que o ex libris da BN apresenta também não deixa dúvidas: a Biblioteca (toda, qualquer, pública, privada, de todos, para todos) só poderia ser uma MULHER!
O ex-libris desenhado por Eliseu Visconti serviu de modelo para a emissão de um selo comemorativo lançado pela Empresa de Correios e Telégrafos, em 29 de outubro de 1999, referente ao 189º aniversário da Fundação Biblioteca Nacional. Com uma tiragem de 3 milhões de exemplares, o selo foi elaborado pelo artista Ivan Pedro Aparício Pereira.

 


Obras Relacionadas