Utilize o campo abaixo para pesquisar obras por título ou código de identificação:

Selecione uma ou mais características para filtrar a sua pesquisa.

P333 - Oréadas


Assinatura

Inscrições

A localidade "Paris" e a data "1899", abaixo da assinatura.

Procedência

1903 – Adquirida para a Pinacoteca da ENBA.
1937 – Transferida da Pinacoteca da ENBA para o recém-criado MNBA.

Localização Atual Exposições Individuais Exposições Coletivas Publicações Comentários

Dentre as obras de cavalete, além de Recompensa de São Sebastião [P331] essa é a única composição de Visconti encontrada, na qual se vê um nu masculino. Um zagal dança entre seis ninfas dos montes e dos bosques – as oréadas. Três delas tocam instrumentos musicais: uma, a flauta e outras duas, o pandeiro. Apesar de se destacar em primeiro plano, o único varão é quase ignorado nas descrições e comentários dessa composição. E apenas Alexandre Eulálio, em 1984, menciona o aspecto andrógino desse pastor. Em sua primeira exibição no Brasil, a pintura recebeu de Gonzaga Duque o comentário mais fascinado de sua crítica à Exposição Individual, de 1901. No longo trecho dedicado a ela o autor declara: “O aspecto sadio desses corpos em que a adolescencia está desabrochando […], a plastica rythmica de seus movimentos, a alegria franca de seus rostos innocentes, compõem um todo adoravel de ingenuidade e jubilo, […] a que serve de adequado, perfeito, imprescindivel enquadramento, por contraste, a discreta e risonha paizagem do scenario. É tão linda, tão linda essa obra, que nos escraviza a contemplação por horas sem conta”.

Juntamente com Melancolie [P327], a pintura participou da Exposição Universal de Paris, em 1900, como Les Oréades, conquistando uma medalha de prata para seu autor [PR1900]. Segundo uma ficha catalográfica antiga do MNBA, foi adquirida em 15 de janeiro de 1903, para a Pinacoteca da ENBA. Restaurada em 24 de junho de 1976, por Magaly [?]. Na foto de Visconti em seu atelier de Paris, em 1899, o pintor está sentado na frente desta pintura, com pincéis e paleta na mão, voltado para seu estudo em pastel. Existem ainda vários estudos desenhados [D354; D355; D463; D302], mas, os primeiros esboços para esta pintura devem ser os desenhos registrados num caderno de notas de Visconti [CD002], do acervo da Biblioteca Mindlin. Nele estão também as primeiras ideias para os outros painéis de um tríptico que ficou apenas no estudo [P994], do qual Oréadas seria o painel da esquerda.


Obras Relacionadas


Documentos Relacionados