Utilize o campo abaixo para pesquisar obras por título ou código de identificação:

Selecione uma ou mais características para filtrar a sua pesquisa.

P311 - Fatigada


Assinatura

Procedência

Coleção D. João Martins da Silva

Localização Atual Exposições Coletivas Publicações Comentários

Exposta no Salon de Paris, em 1897, como Noceuse. Uma descrição publicada na Gazeta de Notícias, de 28 de setembro de 1898, ainda lhe cai muito bem: “Um modelo, mulher de formas delicadas e graciosas, cansada de posar, deitou-se de costas no divan e ahi, com os joelhos dobrados e os braços cruzados sobre a cabeça, deixa-se estar socegada, com o corpo entorpecido pelo far niente”. Nos arquivos do Projeto Eliseu Visconti há dois esboços preliminares desenhados desta pintura, feitos num bloquinho de notas [CD004]. Na biografia de Barata, sua legenda informa ser um nu em tamanho natural, de coleção particular na França. Como em 1901, ela não figurou na Exposição Individual da ENBA, é provável que já estivesse na França. Henrique Bernardelli, em carta de 19 de outubro de 1898, comenta sobre os nus que Visconti vinha mandando para o Rio, e depois de contar que o pintor tivera um “compartimento especial” na EGBA daquele ano, fala da venda de um de seus nus expostos, por dois contos de réis, a um tal D. João Martins da Silva. Por exclusão (os outros nus de Visconti expostos naquela EGBA são: P302; P314; P325), só pode ser Fatigada. Reproduzida em Le nu au Salon como Rêve Mystique, junto a duas poesias que Armand Silvestre lhe dedica. Essa troca de títulos ocorrida em Paris, não se sabe se no Salon ou na publicação de Silvestre, a fez confundir com a pintura Sonho místico [P325], do acervo do MNBA de Santiago do Chile.


Obras Relacionadas


Documentos Relacionados