Utilize o campo abaixo para pesquisar obras por título ou código de identificação:

Selecione uma ou mais características para filtrar a sua pesquisa.

P314 - Nu deitado


Assinatura

Inscrições

Abaixo da assinatura: "Paris, 1896".

Procedência

1937 – Transferida da Pinacoteca da ENBA para o recém-criado MNBA.

Localização Atual Exposições Individuais Exposições Coletivas Publicações Comentários

Um véu diáfano envolve as pernas da modelo, deitada no chão, e termina na palma de sua mão esquerda, largada ao longo do corpo. Apesar de muito delicados, os pequenos adornos – pulseiras no braço esquerdo, anel na mão direita, pequeno colar de duas voltas e brinco redondo – ganham realce sobre a pele da jovem. O vermelho vivo, presença constante nos nus femininos viscontianos [P317; P319; P323], que além de ressaltar bochechas, lábios e mamilos de todas as jovens, surge também em diferentes objetos, aqui revela-se num pequeno lenço. Foram encontrados como estudos para essa obra: um esboço preliminar desenhado do rosto, feito num bloquinho de notas [CD004]; um estudo preliminar pintado da composição [P346] e um estudo detalhado pintado da cabeça [P359]. A pintura aparece ao lado de Visconti, em fotografia cujo verso está assinado por ele e com a inscrição: “Paris, 1896. Salon des Artistes Français” Neste salão, inaugurado no dia 1º de maio, a pintura foi exposta sob o nº 2012, com o título Femme nue : étude. Apesar de não constar do catálogo, com certeza foi apresentada na 5ª EGBA, pela descrição incluída em um artigo da Gazeta de Notícias, de 23 de setembro de 1898. Na foto de Visconti ao lado da pintura, pode-se ver claramente a ausência do véu que que cobre as pernas da modelo. Ele teria sido acrescentado após a exibição da pintura no Salon de Paris e antes de ela ser enviada para a exposição no Rio de Janeiro, ou mais tarde como aconteceu com o Nu feminino com véu [P317]? Porém, isso certamente ocorreu até 1922, quando ela foi reproduzida na Illustração Brasileira pela primeira vez. A pintura foi restaurada em 1969, por Edson Motta.


Obras Relacionadas


Documentos Relacionados