Visconti Designer – Cartazes e Artes Gráficas

CARTAZ DA COMPANHIA ANTARCTICA - PROJETO PARA O PANO DE BOCA DO CASSINO ANTARCTICA - GUACHE E AQUARELA SOBRE PAPEL - 50 x 35 cm - c.1920 - COLEÇÃO PARTICULAR
CARTAZ DA COMPANHIA ANTARCTICA – c.1920

Tais características podem ser identificadas no estudo de um cartaz elaborado por ele para a cervejaria Antarctica no início do século XX. Como já comentado anteriormente, a figura feminina era um tema recorrente no repertório artístico do art nouveau, e sua utilização como apelo comercial já era uma estratégia mercadológica conscientemente utilizada pelos artistas gráficos da Belle Époque. Visconti parece desenhar sua musa fazendo referências a Alphonse Mucha e Eugène Grasset, mas o tratamento cromático coloca o seu projeto em um novo patamar de originalidade e ousadia.

Se por um lado a composição do texto e da figura feminina parecem sugerir um arranjo simétrico, o padrão floral, constituído por ramos de cevada, disposto ao longo de uma linha sinuosa que serpenteia no segundo plano, ressalta o caráter assimétrico do leiaute. O design tipográfico demonstra o grau de liberdade decorrente do uso do processo litográfico de impressão, em que letras de formato original podiam ser diretamente desenhadas sobre a pedra litográfica.

A obra gráfica de Visconti é diversificada e apresenta soluções extremamente originais, como aquelas vistas na capa do catálogo de sua primeira exposição, realizada na Escola Nacional de Belas Artes, após seu retorno da Europa (1901), em que o contorno das letras surge como brotos ou ramos do elemento floral principal. Se no cartaz para a cervejaria Antarctica a exuberância cromática rompe com a paleta de tons pastel e antecipa tendências que só se tornariam comuns anos depois, no catálogo o padrão é eminentemente monocromático. A economia de cores é mais do que compensada pelo intrincado padrão floral visto em segundo plano, que remete a ilustrações publicadas na renomada revista The Studio.

Igualmente fascinante é a solução tipográfica empregada no título “Exposição E. Visconti”: o contorno das letras surge como brotos ou ramos do elemento floral principal.

AS ARTES - ESTUDO PARA A CAPA DO CATÁLOGO DA EXPOSIÇÃO DE 1901 - GRAFITE/PAPEL MANTEIGA - 46 x 31 cm - 1901 - COLEÇÃO PARTICULAR
AS ARTES – ESTUDO PARA A CAPA DO CATÁLOGO DA EXPOSIÇÃO DE 1901
FOLHAGEM - ESTUDO PARA A CAPA DA REVUE - NANQUIM E GUACHE/PAPEL - 44,5 x 34,0 cm - 1897 - COLEÇÃO PARTICULAR
FOLHAGEM – ESTUDO PARA A CAPA DA REVUE – 1897
Fale Conosco