Utilize o campo abaixo para pesquisar obras por título ou código de identificação:

Selecione uma ou mais características para filtrar a sua pesquisa.

P571 - Casebre no fim da Praia do Flamengo


Assinatura

Inscrições

A localidade e a data "Rio, 88" logo abaixo da assinatura.

Procedência

Coleção Silvio Prado Pastana.
2007 (mar.) – Leilão do Lordello & Gobbi Escritório de Arte, São Paulo

Localização Atual Exposições Individuais Exposições Coletivas Publicações Comentários

Representa uma cena rural de temática regional popular, que coloca o pintor, por vezes acusado de estrangeiro, desde muito cedo em sua carreira, e ao mesmo tempo em que Almeida Jr. iniciava suas grandes composições regionalistas, entre os artistas brasileiros que viram, sentiram e expressaram de forma muito pessoal a nossa terra. O que talvez tenha influenciado a escolha dessa temática, no início da carreira de Visconti, foi o fato de ele viver por alguns anos numa fazenda no interior de Minas Gerais, logo que chegou ao Brasil. Apesar do título, não se tem indício da praia ou do mar. O barraco tosco, que parece ser de madeira, está rodeado por densa vegetação, apenas sugerida ao fundo e bastante detalhada no primeiro plano, onde aparecem também duas grandes pedras. Sentado na maior delas, está um menino de chapéu, observado de longe por outra figura que surge na sombra do interior, através da porta do casebre. Além da temática regionalista, da vida simples da gente pobre, a fatura também se apresenta muito moderna, sugerindo as diversas texturas em pinceladas soltas, porém seguras, com efeito excelente e luminosidade tipicamente brasileira. É a pintura nº 1 no catálogo da Exposição Retrospectiva de 1949, cuja identificação foi possível através de uma das pequenas fotos numeradas do álbum do acervo do Projeto Eliseu Visconti.  

Fale Conosco