Utilize o campo abaixo para pesquisar obras por título ou código de identificação:

Selecione uma ou mais características para filtrar a sua pesquisa.

CD017 - Caderno 4 do acervo do Museu Nacional de Belas Artes – c.1895


Assinatura

Procedência

Coleção Tobias d’Ângelo Visconti
2003 – Coleção Tobias Stourdzé Visconti
2005 – Doado ao Museu Nacional de Belas Artes

Localização Atual Comentários

No período em que esteve em Paris como bolsista do Governo, Visconti, com o objetivo de adquirir novos conhecimentos e satisfazer ao seu temperamento inquieto, inscreveu-se na École Guérin, onde, de 1894 a 1898, seguiu o curso de desenho e arte decorativa de Eugène Grasset, considerado uma das mais destacadas expressões do art nouveau. Este caderno Visconti utilizou para anotações das aulas teóricas de Grasset. As seis páginas reproduzidas abaixo  permitem a identificação deste caderno. Anotações de caráter mais prático do mesmo curso são encontradas em outro caderno, o [CD008].
Por ocasião de sua tese de doutorado Les Artistes Bresiliens et “Les Prix de voyage en Europe” A la fin du XIXe siècle: vision d’ensemble et etude approfondie sur le peintre Eliseu d’Angelo Visconti (1866-1944) U. F. R. d’Histoire de l’Art et Arqueologie, Pantheon Sorbonne, Université Paris I, Paris, 1999, a historiadora e pesquisadora Ana Maria Tavares Cavalcanti traduziu e interpretou todos os relatos que Visconti deixou nos cadernos que hoje encontram-se no acervo do Museu Nacional de Belas Artes. Contando com a colaboração de Tobias d’Ângelo Visconti, filho do artista, esses relatos foram à época datilografados com comentários e fazem parte do acervo do Projeto Eliseu Visconti.

Páginas do Caderno

Obras Relacionadas