Utilize o campo abaixo para pesquisar obras por título ou código de identificação:

Selecione uma ou mais características para filtrar a sua pesquisa.

CD008 - Caderno de design do acervo do Projeto Eliseu Visconti – c.1896


Assinatura

Inscrições

Na primeira página, junto à assinatura, o ano "95" e a localidade, "Paris".

Procedência

Coleção Tobias d’Ângelo Visconti
2003 – Coleção Tobias Stourdzé Visconti
2005 – Acervo do Projeto Eliseu Visconti

Localização Atual Exposições Individuais Comentários

Caderno utilizado por Visconti para exercícios e anotações de aula na École Guérin, em Paris, onde, de 1894 a 1898, seguiu o curso de desenho e arte decorativa de Eugène Grasset, considerado uma das mais destacadas expressões do art nouveau. Observa-se neste caderno a intensidade com que Visconti estuda e desenha a forma das plantas, com um interesse que, segundo Sergio G. Lima, poderia se comparar ao de um naturalista botânico.
Também os primeiros estudos para as obras [D840, D845, A838, D859, D807 e D808] são encontrados no caderno.
Por ocasião de sua tese de doutorado Les Artistes Bresiliens et “Les Prix de voyage en Europe” A la fin du XIXe siècle: vision d’ensemble et etude approfondie sur le peintre Eliseu d’Angelo Visconti (1866-1944) U. F. R. d’Histoire de l’Art et Arqueologie, Pantheon Sorbonne, Université Paris I, Paris, 1999, a historiadora e pesquisadora Ana Maria Tavares Cavalcanti traduziu e interpretou todos os relatos que Visconti deixou nos cadernos que hoje encontram-se no acervo do Museu Nacional de Belas Artes. Contando com a colaboração de Tobias d’Ângelo Visconti, filho do artista, esses relatos foram à época datilografados com comentários e fazem parte do acervo do Projeto Eliseu Visconti.

Páginas do Caderno

Obras Relacionadas