CR1912 - Carta de Eliseu Visconti a Amadeu Amaral – Incidente com Freitas Valle – 20 de janeiro de 1912

  • Tipo de Documento Correspondências - De 1901 a 1920
  • Ano 1912
  • Acervo Reprodução do documento no acervo do Projeto Eliseu Visconti

CARTA DE ELISEU VISCONTI A AMADEU AMAPRAL - PAG. 1 INFERIORVisconti, nesta carta, informa a Amadeu Amaral, Secretário da Primeira Exposição Brasileira de Belas Artes, realizada em São Paulo em 1911, seu desagrado com fatos ocorridos que teriam como protagonista o então Deputado Freitas Valle. Tendo o Deputado participado da comissão organizadora da exposição, presume-se que sua desavença com Visconti tenha alguma relação com a venda da tela Maternidade [P415], então em negociação com o Governo do Estado de São Paulo. Na carta Visconti cita fatos passados, provavelmente ocorridos na exposição individual do artista em São Paulo em 1903, como relevantes para receber melhor tratamento de Freitas Valle, pois neste mesmo ano Visconti havia ofertado a Freitas Valle a obra Trecho de jardim no Luxemburgo [P441]. Ao final da carta, Visconti pede a Amadeu Amaral que não dê publicidade ao que ele chama de “incidente”. O caso parece não ter tido desdobramentos, pois em 1923, na sua contribuição ao CARTA DE ELISEU VISCONTI A AMADEU AMARAL - PAG. 2livro “São Paulo e seus homens no centenário”, à página 189 o Senador afirma: “Elyseu Visconti, mestre consagrado, caracteristicamente elle proprio, principalmente nos seus magistraes estudos de figura e nas decorações incomparáveis que exornam o Theatro Municipal do Rio, ainda neste ponto nada encontrando que o exceda no estrangeiro.”
A carta CR1912 está transcrita a seguir.

Rio, 20-1-912.

Ilmo. Sr. Amadeu Amaral
Digno Secretário da Exposição Brasileira de Belas Artes. São Paulo.

Respondo a sua amável carta de 18 do corrente e agradeço penhoradíssimo o empenho que tem tomado espontaneamente pela minha causa.
Pela sua explicação estou agora ao corrente de todas as misérias que aí houve.
Conheço o mui ilustre professor, esteta e deputado Dr. Freitas Valle; Lamento que esse mentor do gosto paulista já se não lembra mais dos que trabalharam e dos que estão lutando ainda pela arte no Brasil. Ninguém mais do que o ilustre deputado devia ter-se lembrado de mim neste momento, porém, não vale a pena lembrar fatos passados há 10 anos!.
Não desejo nenhuma publicação a respeito do incidente e o considero encerrado.
Devia-lhe essa resposta porque sei que estou tratando com um espírito de elite e por conseguinte a sua amizade muito me honra.

Sou com a mesma consideração
Amigo atento
E. Visconti

60 Avenida Mem de Sá.

Fale Conosco