Utilize o campo abaixo para pesquisar obras por título ou código de identificação:

Selecione uma ou mais características para filtrar a sua pesquisa.

P033 - Autorretrato c.1912


Assinatura

Inscrições

A dedicatória: “A mon Nonó, 1943”, cuja data corresponde apenas à doação, e não à criação da pintura.

Procedência

Coleção Afonso d’Angelo Visconti
Coleção Maria Clara Visconti Luz

Localização Atual Comentários

Nonó, nome que aparece na dedicatória inscrita na pintura, era o apelido carinhoso do filho mais novo do pintor, Afonso. Um autorretrato de 21 x 13 cm participou da exposição Retrospectiva de 1949, registrado em seu catálogo sob o nº 137, da coleção Afonso Visconti, e datado de 1920. Porém, não deve tratar-se da mesma pintura, pois não é possível visualizar hoje a inscrição deste ano e pela aparência de Visconti nessa pintura, ele seria mais jovem do que em 1920. A barba tende para o ruivo, como mais ainda em alguns outros autorretratos [P003; P004; P009], enquanto os cabelos estão bem escuros, como numa foto de 1913, no Rio de Janeiro, ao lado de sua família. Porém, neste autorretrato, em seu bigode ainda não surgiram os primeiros fios brancos, que podem ser vistos na foto, portanto, supõe-se um ano anterior para a sua criação. Em agosto de 1920, por ocasião de sua exposição na Galeria Jorge, as fotos publicadas em jornais e revistas mostram Visconti já com a barba totalmente branca. A pintura consta da maior lista de obras, manuscrita pelo filho do pintor, Tobias d’Angelo Visconti, como “Auto retrato do pintor jovem”, pertencente aos descendentes de seu irmão Afonso, sem indicação de data.


Obras Relacionadas

Fale Conosco