PR1886D - Medalha de Prata em Modelo Vivo na Academia Imperial de Belas Artes – 1886

  • Tipo de Documento Prêmios
  • Ano 1886
  • Acervo Documento não localizado

Eliseu Visconti, sem abandonar o Liceu de Artes e Ofícios, ingressa na Imperial Academia de Belas Artes do Rio de Janeiro em 1885, estimulado por D. Pedro II. O imperador, um ano antes, em uma de suas visitas ao Liceu, impressionado que ficara com uma escultura de Visconti intitulada As Romãs, havia aconselhado o jovem Eliseu a ingressar na Academia e lá prosseguir com seus estudos. Na Academia, Visconti teria como professores Victor Meirelles e José Maria de Medeiros, que já haviam sido seus professores no Liceu, e ainda Zeferino da Costa, Henrique Bernardelli e Rodolpho Amoedo.
Durante sua permanência na Instituição, Visconti receberia prêmios que, se analisados qualitativamente, denotavam uma tendência que resultaria na grande conquista do prêmio maior, o da viagem ao exterior. Este prêmio de Visconti em modelo vivo está relacionado na obra de Alfredo Galvão, de 1958, intitulada “Alunos premiados da Academia Imperial de Belas Artes”.

Fale Conosco