CV1952 - Convite para inauguração do busto de Eliseu Visconti no Theatro Municipal do Rio de Janeiro – 1952

  • Tipo de Documento Convites e Catálogos
  • Ano 1952
  • Acervo Projeto Eliseu Visconti

INAUGURAÇÃO DO BUSTO DE ELISEU VISCONTI NO THEATRO MUNICIPAL EM 1952Em 1951, Louise Visconti, viúva de Eliseu Visconti, doou o busto em bronze do artista, executado pelo escultor Zacco Paraná, para o Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Como única condição, a viúva pediu que o busto permanecesse para sempre no foyer do Theatro, junto às obras que o artista considerava as mais importantes que realizara. A inauguração do busto no foyer do Theatro, precedida por modesto convite, foi noticiada nos jornais da época. Na solenidade de inauguração, discursou em nome da família de Eliseu Visconti, o artista e professor Marques Júnior, amigo e discípulo de Visconti.
No entanto, com a transferência do Museu dos Teatros para Botafogo, nos anos 70, o busto foi deslocado para a então nova sede do Museu naquele bairro, por alguém que desconhecia o compromisso de manter o busto no Theatro.
O Projeto Eliseu Visconti conseguiu, em 2006, a transferência do busto de volta para o patrimônio do Theatro Municipal, transferência que teve por base carta do Prefeito João Carlos Vital dirigida à esposa de Eliseu Visconti, em 1951 [CR1951]. Na carta, a municipalidade comprometeu-se com a colocação do busto, em caráter permanente, no foyer do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
Mas somente em 2018, por diversos motivos, o busto foi recolocado no Theatro em local visível ao público e reinaugurado, na gestão de Fernando Bicudo como Presidente da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro. No convite para a solenidade de reinauguração do busto [CV2018] encontram-se mais informações sobre o retorno do busto ao Theatro Municipal.
O discurso que o artista Marques Júnior pronunciou no ato de inauguração do busto no Theatro Municipal, em 1952, foi descoberto nos arquivos do artista em 2020 e incorporado ao Arquivo Marques Júnior, Arquivo Histórico, Setor de Memória e Patrimônio da Escola de Belas Artes da UFRJ. A professora Marize Malta, coordenadora do Setor de Memória e Patrimônio do Museu D. João VI, cedeu cópia do discurso ao Projeto Eliseu Visconti. Manuscrito pelo próprio artista em oito tiras de papel, com certeza para a leitura em público, o discurso está reproduzido abaixo.

Discurso de Marques Júnior

 

 

Fale Conosco