CV1944 - Convite para a sessão da Academia Carioca de Letras em homenagem à memória de Eliseu Visconti – 1944

  • Tipo de Documento Convites e Catálogos
  • Ano 1944
  • Acervo Reprodução do documento no acervo do Projeto Eliseu Visconti

Em seu programa de exaltação da vida cultural, a Academia Ca­rioca de Letras realizou em novembro de 1944 uma sessão pública em homenagem à memória do pintor Eliseu Visconti, falecido um mês antes. A sessão foi presidida pelo Sr. Carlos Sussekind de Mendonça e contou com a pre­sença da família Visconti, artistas, escritores e outras personalidades da sociedade carioca.
Três oradores apreciaram a vida e a obra do artista. Foram eles: dois convidados — o pro­fessor Oswaldo Teixeira e o jornalista Frederico Barata — e um acadêmico: Carlos da Silva Araújo. O então Diretor do Museu Nacional de Belas Artes fez a apreciação da obra do homenageado sob o título “Mestre Visconti”. Frederico Barata, bió­grafo apaixonado do artista, discorreu sobre “Um pintor que não morreu”. E o aca­dêmico Carlos da Silva Araújo deu ao seu estudo o título “Dois retratos da minha galeria”, discorrendo sobre um autorretrato de 1910 e sobre o Retrato do Maestro Alberto Nepomuceno.
Este é o convite para a solenidade, que foi objeto de reportagem em “O Malho”, edição XII de 1944. A partir dos textos dos três oradores foi editada a publicação “Eliseu D’Angelo Visconti”. Rio de Janeiro: Gráfica Sauer/ Biblioteca da Academia Carioca de Letras, 1945 (Cadernos 16).