CR1907G - Carta de Eliseu Visconti a Francisco Oliveira Passos comentando sobre as críticas que o pano de boca recebeu – 4 de setembro de 1907

  • Tipo de Documento Correspondências - De 1901 a 1920
  • Ano 1907
  • Acervo Centro de Documentação da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro

Após a exposição das decorações para o Theatro Municipal em seu atelier de Paris, Visconti recebe com satisfação os elogios da crítica francesa, mas, antes de embarcar para o Brasil com seus trabalhos, sabe que sua obra sofreu pesadas críticas publicadas na imprensa do Rio de Janeiro, estimuladas por alguns brasileiros residentes em Paris, insatisfeitos com o que haviam visto no pano de boca: três figuras de negros participando da massa de populares que exaltam o grande cortejo histórico. As pressões para que Visconti modificasse o pano de boca eram muitas e, nesta carta, o artista admite fazer alterações mas convence Oliveira Passos a não retirar da tela os personagens criticados, argumentando que os trabalhos já estavam embalados e pedia que se esperasse sua chegada à Capital. Sua estratégia foi acertada, pois o pano de boca jamais seria alterado.

Paris, 4 – 9 – 907

Illmo Snr Dr F. de Oliveira Passos.
Accuso o recebimento de sua carta datada de 6 de Agosto findo. Primeiro que tudo devo agradecel-o pela resposta que tem a amabilidade de enviar á imprensa.
Tenho muito em conta os conceitos emittidos na sua carta relativamente a certos topicos enviados d’aqui seja pour telegrammas seja provavelmente por carta.
O panno de bocca já está enrolado, por conseguinte, impossivel fazer-se aqui a minima modificação no sentido de seus conceitos.
Porem isto não impede que, uma vez o meu trabalho estar no Rio sejam feitas as modificações que o Dr achar necessárias e de accordo com os nossos criterios.
Eu, como artista, cumpri o meu dever e tenho o espirito tranquillo e como a pintura do panno de bocca presta-se a todas as vicissitudes será facil supprimir este ou aquelle elemento de descordia.
Acho muito interessante toda essa critica antecipada porem o que não posso deixar sem protexto é a calumniosa narração do thelegramma, inserto no Jornal do Brasil a 6 de Agosto findo. Ainda hoje estive no Consulado e na Legação e não consta absolutamente nada sobre a noticia expedida por um correspondente leviano.
Quanto à critica propriamente dita não ligo a menor importância; as opiniões são livres, recolho o que me interessa e o vento se encarrega do resto!
Sinto, talvez eu ter sido o causador de alguns desgostos para o Dr; toda essa tempestade que se desencadeou sobre a minha cabeça por motivos tão frivolos tenha, sido extensiva tambem à sua pessôa.
Como lhe disse na minha anterior quando o trabalho estiver lá as cousas mudarão.
Resta-me agradecer-lhe de ter-me mandado pagar immediatamente as dispezas da exposição de cuja somma já estou de posse.
Tenho encontrado muita difficuldade para o transporte do panno de bocca e a questão ainda não está resolvida; logo terminada participar-lhe-hei.
As photographias seguem comigo.
Sou com estima e consideração
Amigo ? obrigado
E. Visconti

Fale Conosco