CR1893B - Carta da Baronesa de Guararema a Eliseu Visconti – 16 de maio de 1893

  • Tipo de Documento Correspondências - Até 1900
  • Ano 1893
  • Acervo Projeto Eliseu Visconti

Nesta carta a Baronesa de Guararema reforça sua confiança no futuro de Eliseu Visconti como artista. Demonstra receio ao mencionar problemas de saúde e relata casos de febre amarela, que fazia vítimas fatais entre seus empregados no Rio de Janeiro. Depreende-se da carta que a febre amarela não era problema no interior de Além Paraíba, onde ficava a Fazenda São Luis, propriedade do Barão e da Baronesa de Guararema. Abaixo, a carta transcrita.

CARTA DA BARONESA DE GUARAREMA A VISCONTI - PÁG. 2 - 16 DE MAIO DE 1893
CARTA DA BARONESA DE GUARAREMA A VISCONTI – PÁG. 2 – 16 DE MAIO DE 1893

Bom Elizeo
Recebi sua estimada carta de 10 de abril, vejo satisfeita que estas com saúde, e que continuas corajoso com os teus estudos de pintura, que espero ver coroado de gloria como Artista celebre, podes ter certeza que será pa mim uma das alegrias consedidas a nos tristes mortaes. Eu continuo sempre doente e cheia de afflicções, este anno a febre amarella tem sido cruel pois tem victimado muitas criaturas entre ellas, o pobre Luis o criado Italiano que aqui estava, fiz tudo que era possivel,
porem a morte de tudo ganhou, e fez tombar o homem que era todo vida a mocidade, coitado ainda sinto falta delle, era bom e fiel, tem me faltado a coragem de dar essa fatal noticia a mãe d’elle, coitada deve ter um choque horrivel.
Tuas Irmãs estão boas pois estive com o Cmpe Luis Gabriel que disse me que estavão boas. A Edeá esta com Lilica fui leva la com medo da febre, pretendo ir pa S. Luis na proxima semanna a fim de vel-a. Adeus Elizeo acceita saudades de Titia de Dr Parente, e mas e creia na sincera amizade de quem te estima e será sempre mto sua ama e grata.
Baroneza de Guararema
Rio 16 de maio de 1893.

Fale Conosco