CR1905A - Carta de Eliseu Visconti a Francisco Oliveira Passos aceitando o convite para executar as decorações do Theatro Municipal – 4 de outubro de 1905

  • Tipo de Documento Correspondências - De 1901 a 1920
  • Ano 1905
  • Acervo Centro de Documentação da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro

Alguns meses após saber por carta de Francisco Guimarães [CR1905] que seria convidado para a execução de todas as pinturas da sala de espetáculos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Visconti encaminha esta primeira carta ao Engº Francisco Oliveira Passos, encarregado da construção do Theatro. O pintor tinha consciência do seu papel e da grande responsabilidade que lhe cabia, de tal modo que, na resposta a Oliveira Passos, Visconti visualiza nos projetos do Theatro muitas possibilidades, dentre as quais a pintura do foyer, a qual acabaria por executar somente oito anos depois.
Encontra-se reproduzida ao lado a imagem da primeira página da carta, integralmente transcrita a seguir:

Paris, 4-10-905
Illmo. Sr. F. de O. Passos
Acabo de receber de V.S. duas cartas e várias plantas do Theatro Municipal.
Não tenho palavras para agradecer V. S. de ter se lembrado de minha humilde pessoa. Consolo-me ao mesmo tempo de ver que ainda existem homens em nossa terra que se lembram da grande consoladora: a Arte.
[fl. 2] Os projetos do Teatro me encheram de entusiasmo pelo valor real do edifício em si próprio. Não oculto o meu contentamento, a dizer-me que tomará “na devida consideração a minha contribuição artística”.
Sempre bercei um sonho: o de um dia realizar um conjunto de arte, em um edifício importante. Terei chegado a tempo?!
V. S. me diz que sim.
O foyer, os Torreões laterais, a Clarabóia da grande escada e os Corredores que dão acesso ao foyer, me parecem dignos [fl. 3] de um conjunto artístico.
Quanto ao pano de boca achei o tema interessante, vou desenvolvê-lo.
Estou-me já ocupando das esquisses e estudos de [ilegível] aos lugares que proponho a V. S.. Não posso, sem ter os meus trabalhos em andamento calcular o custo e o prazo para a sua conclusão, é matéria para uma carta ulterior.
As esquisses para uma decoração desta envergadura constitui [sic] um trabalho muito sério e longo.
[fl. 4] Na certeza de receber uma resposta pró ou contra com a máxima urgência subscrevo-me de V. S.
Patrício obrigado
E. d’Angelo Visconti
17, rue Campagne Premiere
Paris