5º Período - 1920 - 1930 - Do Impressionismo Ao Neo-Realismo (Brasil)

Decrease Font Size Increase Font Size

“Chegando ao Brasil , Visconti recebe da Prefeitura a encomenda de um grande painel para a decoração do Conselho Municipal. Nele trabalhou de 1920-1923 e um desses estudos figura na exposição, 'Deveres da Cidade'. Num tríptico, dispôs no centro a glorificação do poder legislativo, e nos lados o saneamento de Oswaldo Cruz e a remodelação de Pereira Passos. Trabalho impressionista, é de inspiração e técnica bem diversas das decorações do Teatro Municipal.

É o período de suas numerosas paisagens de Sta. Teresa , Morro de Santo Antônio e retratos de família. Começa um impressionista, e tende progressivamente para um neo-realismo. O colorido também varia: vai dos tons pastel a detalhes vivos que, na transição para seu último período, se apresentarão como pontos luminosos que cintilam por entre a névoa.

Temos da primeira época o tríptico 'Lar', 'O colar' (ambos retratos) e “Igreja de Sta Teresa', paisagem. De acordo com o assunto, “Lar” é muito mais sóbrio em todos os seus aspectos. É um estudo de expressões emotivas, principalmente, escapando, assim , um pouco , às características desta fase.

A partir de 1925, com 'Os arcos', é notória a tendência neo-realista. O “Retrato de Louise”, com um raio de sol sobre a cabeça, dando tons violáceos a todos os castanhos, inclusive aos cabelos, é bastante lírico nas variações dos azuis das flores e do sombreado sutil da cabeça e dos braços . Mas já é uma procura realista a pincelada larga com que executa o trabalho. Nas paisagens multiplica os verdes, que cobrem escala do amarelo ao azul. As sombras violetas se distribuem na vegetação. Contrastes violentos de vermelho às vezes mancham suas composições. Atestam-no 'A caminho da Escola ', “Para o Banho” , “Visita” , etc.

A decoração da Câmara Federal, em 1926, forçou-o a uma observação minuciosa de retratos de personagens que participaram da assinatura da Constituição de 1891. Executado em sépia, deve ter sido a razão por que retratou sua companheira do mesmo modo. As encomendas de retratos se intensificam daí por diante, e mais pronunciado é o realismo com que representa seus modelos. Numerosos também, são os auto-retratos que pintou então.”